• Inglês
  • Espanhol
riscos do uso do celular no trabalho

Riscos do uso do celular no trabalho que você precisa evitar

Os riscos do uso do celular no trabalho podem ir além da produtividade, afetando também o bem estar dos colaboradores. Por isso é tão importante contar com formas de gerenciar e qualificar a utilização desses aparelhos no dia a dia das empresas. Saiba como garantir que os smartphones sejam ferramentas positivas no seu trabalho!

Celular corporativo ou pessoal

Antes de mais nada, é preciso esclarecer que o tipo de aparelho tem grande influência no seu uso e em como uma empresa pode evitar (ou não) determinados riscos. Quando o smartphone é pessoal, do próprio colaborador, mas utilizado para fins corporativos, o controle que a empresa tem sobre ele é reduzido.

Ou seja, um colega pode também usar o dispositivo para acessar redes sociais, falar em aplicativos de mensagens, assistir a vídeos, atualizar e instalar diversos aplicativos (como jogos, por exemplo), entre outras ações.

Isso porque o aparelho é da própria pessoa, logo, a empresa não pode bloquear apps ou restringir configurações. Nesse caso, o controle da companhia com o objetivo de evitar eventuais riscos do uso do celular no trabalho só acontece através de diretrizes e orientações.

Já no caso de dispositivos móveis corporativos, a situação é bem diferente. Como os aparelhos são ativos da companhia, ela pode fazer um controle mais específico e eficiente de como eles são usados e o que pode ou não ser feito com eles.

Portanto, o melhor para restringir o uso do celular na empresa e, assim, evitar alguns dos riscos do seu uso no trabalho (que você confere quais são mais abaixo) é justamente optar por esse tipo de aparelho.

Riscos do uso do celular no trabalho para a saúde

O uso do smartphone no ambiente de trabalho pode apresentar certos riscos à saúde dependendo de como é a rotina do colaborador que utiliza o aparelho. Por exemplo, no caso de motoristas, a desatenção gerada pelos dispositivos pode ter sérias consequências.

O mesmo vale para diversas outras atividades que demandam atenção em situações de possível perigo – lidar com produtos químicos, objetos cortantes, máquinas pesadas, entre outras.

Além disso, o uso constante e exagerado dos smartphones e também tablets pode representar outros problemas não tão drásticos, mas que ainda assim precisam de cuidado. Exposição prolongado à tela, desvios de postura pelo uso do celular e até mesmo ansiedade para verificar apps de redes sociais são problemas comuns para quem usa demais o celular.

Se você quer evitar os riscos do uso do celular no trabalho para a saúde dos colaboradores, é fundamental que sua empresa conte com uma diretriz de uso dos aparelhos e orientações sobre quando e como utilizá-los.

Riscos à produtividade

E não somente a saúde dos colaboradores pode ser afetada pelo uso equivocado dos smartphones no trabalho – a sua empresa também pode ser prejudicada. A utilização dos aparelhos para atividades não corporativas impacta diretamente na produtividade das equipes e na qualidade do serviço realizado.

Alguns erros no uso do telefone celular da empresa muitas vezes passam despercebidos, porém acabam afetando o rendimento das equipes. Utilizar apps não corporativos (jogos, redes sociais, mensageiros, entre outros) e ter acesso irrestrito a sites pode reduzir a produtividade dos colaboradores.

Além disso, esse tipo de atividade também prejudica o funcionamento dos próprios aparelhos. Como resultado, os dispositivos ficam mais suscetíveis a malwares, têm menor vida útil e funcionamento mais lento.

Quando ocorre o uso do celular fora do expediente esse tipo de problema fica ainda mais grave, e, para piorar, pode significar maior consumo de minutos de chamadas telefônicas e de pacote de dados de Internet. Ou seja, sua empresa acaba desperdiçando dinheiro.

Como reduzir os riscos do uso do celular no trabalho

Se há tantos perigos e riscos com o uso do celular no ambiente profissional, então você possivelmente deve estar pensando que é melhor abolir de vez o uso dos smartphones, certo?

A resposta, claro, é não. Embora apresente desafios, a mobilidade corporativa tem muito mais pontos positivos do que negativos. É através do uso de smartphones e tablets que sua empresa pode ganhar agilidade, flexibilidade e produtividade em diversas áreas e tarefas.

Para garantir que os aparelhos sejam aliados e não inimigos, então, é fundamental contar com alguma ferramenta que agregue configurações para evitar uso indevido dos celulares. Embora algumas companhias façam esse trabalho internamente, com o departamento de TI, o mais indicado é adotar uma solução de MDM.

Com a Pulsus, por exemplo, você conta com uma ferramenta completa de gerenciamento de dispositivos móveis corporativos. Por meio da plataforma web, você visualiza dados de uso e configura os celulares corporativos através de uma interface amigável e intuitiva.

Assim, é possível:

  • bloquear apps;
  • restringir o acesso a sites;
  • estipular um horário de funcionamento para os aparelhos;
  • personalizar a tela inicial;
  • liberar somente o app de GPS quando o smartphone se desloca em uma determinada velocidade;
  • e muito mais.

Veja o post completo sobre como usar o gerenciador da Pulsus ou, então, comece a demonstração gratuita da ferramenta – sem limite de aparelhos cadastrados e com todas as funcionalidades disponíveis.