• Inglês
  • Espanhol

Como reduzir a manutenção do telefone corporativo?

Um dos maiores desafios para empresas que utilizam smartphones corporativos é justamente manter os aparelhos funcionando de forma eficiente e, em caso de problemas, conseguir consertá-los com agilidade e facilidade.

Para facilitar a vida do setor de TI da sua empresa nessa tarefa, confira três dicas simples mas eficientes de como reduzir a manutenção de telefone corporativo.

Saiba mais: dicas de ferramentas para profissionais de TI.

Os problemas de uma manutenção excessiva

Mas, afinal, por que diminuir o nível de manutenção realizada nos smartphones? Ou, melhor ainda, por que reduzir o número de aparelhos que apresentam algum problema? A resposta é simples: para você ter menos trabalho e a sua empresa ter mais eficiência.

O setor de TI geralmente precisa ter atenção com diversos dispositivos, softwares e a infraestrutura de praticamente todos os departamentos de uma empresa. Além disso, tem que ficar de olho em inovações e novidades do mercado, tomar decisões estratégicas e, basicamente, manter os dispositivos funcionando de forma eficiente e segura sempre.

Resumindo, é bastante trabalho, principalmente quando no meio de tanta coisa, algumas tarefas são mais importantes e demandam mais tempo. Precisar manter uma manutenção frequente em aparelhos que constantemente apresentam problemas atrapalha esse fluxo de trabalho.

Além disso, no caso de smartphones e tablets, existe a dificuldade de que por se tratar de aparelhos móveis, a manutenção remota e preventiva é mais difícil. O fato de muitos utilizarem redes de internet móvel em suas atividades também colabora nesse sentido, já que nem sempre é possível aplicar restrições, como acontece em computadores em uma rede interna.

Porém, ter problemas para realizar a manutenção dos smartphones corporativos, além de contar tomar tempo de quem faz os reparos, também afeta o trabalho dos colaboradores que precisam dos dispositivos para suas atividades.

A conta é simples: quanto mais tempo um celular fica em reparos na TI, menos tempo ele fica nas mãos de vendedores, gestores, caminhoneiros etc. Isso atrapalha a produtividade da empresa como um todo, o que, claro, impacta nos resultados esperados.

Saiba mais: dicas de ferramentas de suporte de TI.

3 dicas para reduzir a manutenção nos smartphones corporativos

Agora que você já sabe como o excesso de manutenção dos smartphones corporativos pode atrapalhar a sua vida, é hora de descobrir algumas dicas para evitar que isso aconteça.

Tenha atenção na hora de escolher os aparelhos, em divulgar o que pode (e não pode) ser feito com eles e, além disso, use uma ferramenta específica para gestão de dispositivos móveis corporativos.

1 – Escolher os aparelhos estrategicamente

O primeiro passo para reduzir a demanda por manutenção nos telefones corporativos da sua empresa é justamente acertar na hora de escolher qual tipo de aparelho adquirir. É preciso levar em conta uma série de fatores: configuração, sistema operacional, recursos extras, vida útil da bateria, resistência a quedas, tamanho da tela e muito mais.

No entanto, escolher as especificações mais poderosas ou aquilo que é mais acessível/popular no mercado não é o bastante. O fundamental é identificar o que é necessário dentro do contexto de uso da sua empresa, para cada setor/colaborador que utilizará um celular corporativo.

Dessa forma, o setor de TI evita ter que lidar com um aparelho que ou tem uma performance abaixo do necessário, ou possui recursos a mais do que o necessário e, assim, acaba confundindo os usuários.

Aqui no blog já trouxemos dicas de como saber qual o melhor smartphone para uso corporativo na sua empresa, mas o principal é isso: entender o que sua empresa precisa e pensar sempre em otimizar a performance dos dispositivos no contexto de uso do dia a dia.

2 – Contar com uma política interna de dispositivos móveis

Depois de ter a segurança de que a sua empresa possui os smartphones mais indicados para o uso, é preciso se certificar de que essa utilização será feita do jeito certo. Isso significa transmitir para todos os colaboradores o que é considerado permitido e saudável em termos de uso dos smartphones, e o que não é aceitável.

A forma mais eficiente e transparente de fazer isso é estipular uma política de dispositivos móveis dentro da sua companhia. Ela é como uma espécie de diretriz, de “manual”, apontando como usar os aparelhos, o que fazer em caso de problemas, o que é permitido fazer com eles e quais cuidados os colaboradores precisam ter com os dispositivos.

Dessa forma, a sua companhia evita dúvidas, disponibiliza informação de, forma geral, e evita erros e problemas comuns no uso dos smartphones corporativos que precisariam ser resolvidos pelo setor de TI.

3 – Ter um gerenciador de dispositivos móveis corporativos

a forma mais eficiente de reduzir a manutenção dos telefones corporativos é contar com um gerenciador de dispositivos móveis. Esse tipo de solução não apenas ajuda a reduzir os casos de suporte, mas também faz com que a solução de eventuais problemas seja feita de forma muito mais rápida e fácil, além de remota.

Através de um MDM sua empresa pode evitar que apps perigosos, arquivos corrompidos e até sites maliciosos entrem em contato com os aparelhos corporativos. Além disso, é possível gerir as formas de conexão, visualizar a localização dos aparelhos e enviar notificações, tudo de forma massiva e remota.

Dessa forma, o time de TI não fica mais cheio de demandas de suporte referentes a smartphones e, no caso de um problema, pode ainda resolvê-lo com recursos de acesso remoto.

Isso representa mais agilidade e facilidade para o setor de tecnologia sem precisar retirar os dispositivos da mão dos colaboradores que necessitam deles para as suas atividades.

Saiba mais: como escolher um gerenciador de dispositivos móveis.

Agora você já sabe porque é importante diminuir o número de chamados de suporte dos telefones corporativos na sua empresa e, além disso, como fazer isso. Para entender de que forma o MDM da Pulsus pode facilitar a sua vida e impulsionar a sua empresa, comece o teste grátis da nossa ferramenta ou fale com nossos especialistas.