• Inglês
  • Espanhol

Pulsus é a primeira empresa do Brasil a obter selo Android Enterprise

*Publicado originalmente pelo portal TI INSIDE Online: Pulsus é a primeira empresa do Brasil a obter selo Android Enterprise

A Pulsus, startup brasileira referência em solução de gerenciamento de dispositivos móveis, acaba de conquistar o selo Android Enterprise Recommended do programa liderado pelo Google.

Apenas nove empresas do mundo que apresentam soluções de gerenciamento de mobilidade possuem essa certificação. Agora, a Pulsus passa a ser a 10ª empresa a integrar esta lista selecionada de dispositivos e provedores de serviços que atendem aos rígidos requisitos corporativos do Google.

O objetivo do programa Android Enterprise Recommended é facilitar a seleção, implantação e gerenciamento de dispositivos Android em empresas. Para obter a certificação, é necessário que a companhia cumpra com uma série de requisitos técnicos que oferecem suporte a recursos avançados e padrão do Android Enterprise.

A solução da Pulsus gerencia celulares e tablets para as empresas de forma remota e automatizada. Isso passa pela gestão de aplicativos, arquivos e atualizações de software, distribuição e atualização de apps de forma remota e massiva e acesso remoto nos dispositivos para resolução de problemas. A startup atua em diversos setores tanto do segmento público quanto privado, envolvendo as áreas de TI, Gestão, Performance e equipes externas.

Com o benefício da validação do AER, a startup terá acesso a engenharia de parceiros e suporte de treinamento, como orientação sobre como configurar o Android Enterprise, treinamento de equipe ministrado por instrutor que irá ajudar no gerenciamento de processos em implantações de clientes e recursos comprovados de implantação do sistema.

A Pulsus surgiu em 2016 e possui cinco sócios. A startup conta com mais de 90 colaboradores e a expectativa de faturamento para este ano é de R$ 25 milhões, um crescimento projetado maior do que 70% em relação ao ano passado. Em sua carteira de clientes, a startup possui, entre outros, as gigantes Ambev, Grupo Pão de Açúcar e Águia Branca.

Gestão de dispositivos móveis

Gestão de dispositivos móveis é a tarefa de não somente ter um inventário de quantos e quais celulares, smartphones e tablets uma empresa possui, mas também catalogar informações — como modelos de aparelhos, utilizados em quais áreas, por quais colaboradores — e configurar esses equipamentos de forma correta.

O MDM da Pulsus funciona através de dois softwares: um é o chamado Agente, que é o aplicativo que precisa ser instalado em todos os dispositivos móveis corporativos da empresa e o segundo é a chamada Central de Gerenciamento, que é onde as configurações, funcionalidades e restrições de uso podem ser operadas. O Agente é um app que fica instalado nos aparelhos e a Central é um software na nuvem – ou seja, ele é acessível através de um navegador, com o login e senha da empresa.

A Pulsus, que começou com o gerenciamento de 300 dispositivos, hoje conta com mais de 800 mil dispositivos gerenciados, o que a coloca como uma das únicas startups do país a atingir essa marca no mercado MDM. “Temos buscado cada vez mais ser uma solução que ajuda a melhorar a eficiência das empresas que usam a mobilidade, seja aumentando a produtividade e reduzindo custos ou trazendo mais segurança de forma geral. A gente impulsiona essas empresas para que a nossa sociedade e a nossa economia sejam mais eficientes”, afirma Boemeke.

Mesmo com a pandemia, a empresa alavancou o crescimento de cerca de 400 mil dispositivos em 2021, tendo colaborado também na aceleração do processo de vacinação, com o Pulsus sendo utilizado em hospitais e órgãos públicos de saúde em serviços como mapeamento dos pontos de coleta de dados dos pacientes.