Seja para proteger dados e informações empresariais ou, então, no caso de furto/perda do aparelho, bloquear smartphone corporativo é um recurso importante para corporações que utilizam esses aparelhos. A boa notícia é que através do gerenciamento de dispositivos móveis é possível não apenas bloquear a utilização do celular em caso de roubo/perda, mas também restringir certos usos no dia a dia. Veja como isso funciona!

Como bloquear smartphone corporativo

Antes de saber como bloquear um smartphone corporativo, ou um tablet, primeiro é importante definir o que é esse bloqueio. Em termos gerais, há duas situações que podem configurar o bloqueio de um aparelho:

  1. quando ele não está mais em posse do colaborador/da empresa por algum motivo (por exemplo, furto/roubo ou perda) e por isso precisa ser bloqueado completamente;
  2. e quando é necessário somente bloquear – ou, nesse caso, restringir – apenas algumas funcionalidades.

No primeiro caso, bloquear smartphone corporativo implica em uma medida um pouco mais drástica. De forma geral, isso significa desabilitar permanentemente o uso do aparelho e, além disso, apagar os dados empresariais contidos nele. Essa opção, portanto, é mais indicada para casos em que o dispositivo não será recuperado de forma alguma e é importante manter dados corporativos em segurança.

Já a segunda forma representa uma maneira mais sutil, porém, em contrapartida, contínua de monitoramento de dispositivos móveis. Assim, é possível, por exemplo:

  • definir quais aplicativos podem ser utilizados;
  • em que horários o celular/tablet ficará disponível;
  • bloquear o aparelho de acordo com a velocidade de deslocamento (moto motorista)
  • quando e como serão efetuadas atualizações e instalações de apps; 
  • quais sites podem ser acessados.

Com esse tipo de bloqueio, sua empresa conta com uma série de benefícios, como: reduzir riscos trabalhistas por uso dos aparelhos fora do horário de trabalho, evitar o consumo descontrolado do plano de dados de Internet e prevenir acidentes com uso do smartphone de trabalho ao volante.

Seja qual for a necessidade que sua empresa possui para bloquear smartphones corporativos (se de forma completa ou com medidas controladoras do cotidiano), ambas podem ser supridas através de um gerenciador de dispositivos móveis, como, por exemplo, o da Pulsus.

Bloquear celular corporativo com a Pulsus

Com a ferramenta da Pulsus, bloquear smartphone corporativo ou tablet é fácil, intuitivo e seguro. Como a plataforma é online, operando na nuvem, isso pode ser realizado de forma remota e, além disso, massiva (ou seja, em diversos dispositivos ao mesmo tempo).

Através da interface, você consegue bloquear um aparelho – que só poderá ser usado novamente com uma senha definida pelo administrador dos aparelhos – e também apagar todos os dados guardados nele (como arquivos, informações de login, registros, aplicativos etc). Dessa forma, no caso de um celular ser perdido ou furtado, você configura, de forma remota, uma senha de acesso que bloqueará o aparelho e faz o hard reset.

E para as situações do dia a dia, você define quais apps podem ser utilizados, quais sites podem ser acessados e os horários e dias da semana em que um dispositivo pode ser utilizado (por exemplo, somente na jornada de trabalho dos colaboradores). Isso também é feito remotamente e, além disso, de maneira massiva. Ou seja, não é preciso estar em posse dos aparelhos e as configurações são definidas para todos os celulares e tablets simultaneamente.

Cuidados com uso e informações do celular corporativo

Além de questões que envolvem a posse em si dos aparelhos, como perda e furtos, por exemplo, um ponto central e muitas vezes negligenciado na segurança de dispositivos móveis é a forma com que são utilizados. Ou seja: evitar o uso indevido do celular corporativo é uma forma muito eficaz de garantir que os dados empresariais e o próprio aparelho estarão seguros.

Nesse aspecto, é fundamental ressaltar para todos os envolvidos no uso de celulares e tablets empresariais – desde os gestores dos aparelhos até os colaboradores que os utilizam no dia a dia – sobre a importância das boas práticas.

E para ajudar nisso, um gerenciador de dispositivos móveis permite aumentar a produtividade e coibir configurações e funções que podem atrapalhar. Por exemplo, o uso de aplicativos pessoais, instalação de apps e arquivos de terceiros, uso dos dispositivos foram do período comercial e até mesmo saber a geolocalização de um celular/tablet.

De qualquer forma, todas essas configurações, restrições e funcionalidades podem ser realizadas através de uma ferramenta de gestão de dispositivos móveis como, por exemplo, a da Pulsus. E você pode testar a nossa ferramenta gratuitamente por 15 dias, com todas as funções completas e sem restrição no número de aparelhos gerenciados!

 

Privacy Policy Settings

SpainUSA