• Inglês
  • Espanhol
monitoramento mobile

Monitoramento mobile: o que é e como fazer do jeito certo

Com dispositivos móveis corporativos é possível automatizar tarefas, agilizar processos e, de forma geral, trazer mais facilidade para as empresas. Porém, esses equipamentos precisam também de um certo cuidado e gerenciamento. É aí que entra o monitoramento mobile. Descubra o que é isso e veja como integrá-lo no seu dia a dia!

O que é monitoramento mobile

O monitoramento mobile pode ser classificado como qualquer ação com o objetivo de acompanhar como é o uso de um dispositivo móvel (como smartphones e tablets, por exemplo). Isso, claro, é muito amplo, e por isso é importante que as empresas saibam qual é a forma mais apropriada dessa estratégia.

O monitoramento engloba ao mesmo tempo aqueles softwares usados para “espionar” os celulares pessoais e, também, ferramentas mais completas e voltadas para o uso profissional. E justamente é esse último tipo de monitoramento mobile que interessa às empresas.

Através da gestão de celulares corporativos é possível que uma companhia consiga monitorar o desempenho dos aparelhos, sua localização, os aplicativos mais utilizados, como está o consumo do pacote de dados de Internet móvel, entre outras informações.

Mas aqui vale ressaltar que o monitoramento mobile dos smartphones e tablets dos colaboradores de uma empresa só é possível quando esses aparelhos são corporativos.

Como o monitoramento mobile pode ajudar empresas

Mas quais os benefícios que esse monitoramento pode agregar na sua rotina? Eles podem ser resumidos em praticidade, facilidade e agilidade. Com a gestão dos aparelhos é possível automatizar uma série de tarefas de gestão, realizar outras de forma massiva e, além disso, até mesmo otimizar a utilização dos smartphones e tablets.

Isso é possível graças ao Mobile Device Management (MDM, na sigla em inglês). Essa é a forma de monitoramento mobile usada por empresas que confere controle total sobre os aparelhos com o objetivo de maximizar os benefícios dos dispositivos e evitar o mau uso deles.

Portanto, saber o que é MDM é também entender o que é o próprio monitoramento mobile e seus reflexos dentro das empresas. Companhias que possuem smartphones e tablets sabem que a manutenção e administração desses aparelhos pode ser um trabalhão para o setor de TI.

Através do MDM, tudo isso fica muito mais fácil. Você pode realizar tarefas de forma mais fácil e rápida, evitar o mau uso dos aparelhos, gerar economia de recursos (seja do plano de Internet ou até mesmo evitando a substituição de dispositivos) e otimizar o dia a dia da equipe de TI, que pode focar-se em outras atividades.

Minha empresa precisa mesmo disso?

Agora você já sabe o que é o monitoramento mobile e quais os benefícios que ele traz, mas como ter a certeza de que sua empresa precisa mesmo adotar essa estratégia? É comum pensar que o MDM é útil apenas para negócios que possuem um grande parque de aparelhos, com diversos modelos utilizados em variados setores da corporação.

A realidade é bem diferente. O gerenciamento de dispositivos móveis corporativos não possui necessariamente ligação com o número de aparelhos, com o tamanho da empresa nem com o setor no qual ela atua. A questão é focar na forma como os aparelhos estão presentes dentro da companhia.

Para saber se a sua empresa precisa monitorar os smartphones e tablets, basta responder a duas questões: 1) os aparelhos são corporativos e fazem parte fundamental das atividades da sua empresa?; 2) você poderia tornar os processos de configuração, administração e uso deles mais fáceis e rápidos?

Pense em como é o dia a dia tanto dos colaboradores que utilizam os aparelhos quanto daqueles que fazem a gestão deles. Se as respostas para essas questões forem positivas, então o seu negócio pode, sim, aproveitar uma solução de MDM e, assim, aprimorar a mobilidade corporativa.


banner tudo o que você precisa saber sobre dispositivos móveis

Como fazer o monitoramento na prática

Existem diferentes formas de realizar o monitoramento mobile dos dispositivos corporativos. Ele pode ser feito inteiramente pela própria empresa, através do setor de TI, ou então utilizando ferramentas e soluções de outras empresas especializadas.

A primeira opção, embora pareça a mais aconselhável, representa uma grande demanda de trabalho para o time de TI. Além disso, nesse caso todo esse trabalho de configurar e acompanhar o desempenho dos smartphones e tablets é feito a mão ou com softwares que não foram pensados exclusivamente para aparelhos corporativos nem para a realidade de uma empresa.

Por isso, utilizar uma ferramenta de Mobile Device Management é a solução correta, já que facilita o trabalho do departamento de TI e conta com recursos pensados exclusivamente para corporações.

O gerenciamento de dispositivos com MDM funciona através de dois softwares: o chamado agente, que é o aplicativo instalado nos aparelhos; e a plataforma de monitoramento online. Assim, o agente permite que um colaborador utilize a plataforma para administrar, configurar e acompanhar a performance dos dispositivos corporativos.

Com uma solução de MDM, como, por exemplo, o software da Pulsus, é possível restringir apps e sites, visualizar a localização dos smartphones e tablets em tempo real, instalar aplicativos, enviar arquivos, personalizar a tela inicial e muito mais. E o melhor: tudo isso com apenas alguns cliques na plataforma, de forma remota e massiva (em vários aparelhos simultaneamente).

Quer saber mais sobre monitoramento mobile e MDM? Então veja este post com as dúvidas mais frequentes sobre gerenciador de dispositivos!