• Inglês
  • Espanhol
mobile device management

Mobile device management: 5 itens que você precisa saber antes de contratar

Quem pensa em contar com mobile device management (MDM) na sua empresa precisa, antes, entender alguns conceitos e conhecer alguns cuidados é fundamental para uma boa escolha. Nesse post, veja cinco itens que você precisa avaliar antes de contratar um serviço de gerenciamento de dispositivos móveis.

Saiba mais: Pulsus é empresa de MDM líder do Brasil.

Tudo o que você precisa saber sobre mobile device management

Dispositivos móveis

O primeiro passo é justamente saber que tipo de aparelhos a sua empresa utiliza. Um MDM só opera com dispositivos móveis, ou seja, smartphones e tablets. Além disso, eles precisam ser aparelhos corporativos.

Isso quer dizer que um gerenciador de dispositivos móveis não pode ser aplicado aos aparelhos pessoais dos colaboradores, mas sim a aqueles que são de propriedade da empresa e, então, cedidos aos funcionários para que realizem seu trabalho.

Infraestrutura de TI

Uma grande preocupação quando uma empresa contrata um serviço de TI é justamente qual o impacto que essa nova ferramenta terá na infraestrutura da área e, além disso, quais os requisitos técnicos necessários para ela.

Isso pode variar muito de acordo com o fornecedor do MDM que a sua companhia contratar. O mais indicado é optar por uma solução no formato SaaS e que trabalhe com cloud computing.

Esse é o caso, por exemplo, do MDM da Pulsus. Assim, sua empresa só precisa de um computador conectado à Internet e, claro, os smartphones e/ou tablets que serão gerenciados.

Quem fará a gestão dos aparelhos

Depois de saber quais os tipos de dispositivos que o MDM gerenciará e qual será a infraestrutura necessária para isso, é importante estabelecer quem será o responsável por utilizar a ferramenta.

Na maioria dos nossos clientes, é o setor de TI que executa essa tarefa. No entanto, dependendo da necessidade da sua empresa, isso pode também ser feito por outros setores, como RH, gestão, comercial, entre outros.

O importante é levar em conta para quais times o mobile device management é mais importante e, claro, quão fácil (ou difícil) pode ser para essas equipes utilizarem a ferramenta.

Nesse caso, leve em conta a usabilidade da solução de MDM contratada, as funcionalidades que ela possui e a compatibilidade com os modelos de smartphone que sua empresa utiliza. Ou seja: priorize a ferramenta que seja fácil de usar e que possua os recursos que você necessita.

Para saber por onde começar na hora de colocar um mobile device management em uso, baixe o e-book guia para gestão de dispositivos móveis gratuitamente.

Como contratar um MDM

Esse é um ponto que também pode variar bastante de acordo com a empresa prestadora do serviço de MDM que o seu negócio contrate. Algumas soluções oferecem um plano fechado, com pagamento mensal, e multas em caso de quebra de contrato.

Já outras ferramentas cobram um valor com base no número de licenças (aparelhos gerenciados) e possuem um pagamento anual. No caso da Pulsus, você tem a opção de estipular um valor fixo ou pagar de acordo com o número de dispositivos gerenciados.

Além disso, a contratação pode ser feita com valor mensal ou, então, anual e não há multa caso sua empresa queira parar de utilizar o mobile device management. Aqui no blog você pode saber mais sobre como contratar o serviço de MDM da Pulsus.

Benefícios do mobile device management

Por fim, vale ressaltar as vantagens que um MDM oferece para a sua empresa. Com esse tipo de solução, a mobilidade corporativa fica mais intuitiva, eficiente, segura e, além disso, econômica.

Um gerenciador de dispositivos móveis permite:

– atualizar e instalar apps remota e massivamente;

– bloquear apps e sites inapropriados;

– realizar o inventário online e em tempo real dos dispositivos;

– visualizar a localização dos dispositivos e bloqueá-los, além de apagar os dados contidos neles;

– analisar informações de performance como capacidade de armazenamento, consumo de dados móveis, nível de bateria, apps instalados, entre outros;

– baixar relatórios.

Dessa forma, as equipes que utilizam os smartphones e tablets corporativos têm todos os recursos e apps para realizar seu trabalho de forma fácil e rápida, e os gestores dos aparelhos conseguem garantir seu funcionamento de forma massiva e remota, facilitando a configuração e até mesmo o reparo dos dispositivos.

Para saber mais sobre as vantagens e benefícios que um mobile device management oferece, confira nosso post com 10 motivos para convencer um gestor a investir em MDM.

Saiba mais: e-book gratuito – 5 motivos para investir em MDM.

Se você quer entender como um MDM pode ajudar a sua empresa e ver suas vantagens na prática, é só começar a demonstração gratuita da ferramenta da Pulsus. Use todos os recursos sem limite de aparelhos cadastrados. Se preferir, fale com um de nossos especialistas clicando aqui.