• Inglês
  • Espanhol
byod management

BYOD management vale a pena para a sua empresa

Empresas que apostam na mobilidade corporativa frequentemente acabam chegando a um impasse: a estratégia de BYOD management realmente funciona? Vale a pena usar aparelhos pessoais dos colaboradores na realização de tarefas corporativas? Se você também tem essa dúvida, chegou a hora de descobrir a resposta!

Saiba mais: o que é MDM, MAM E MCM.

O que é BYOD

Primeiro, é importante relembrar o que é BYOD. A sigla vem do termo em inglês Traga Seu Próprio Dispositivo. Ou seja, os colaboradores utilizam seus aparelhos pessoais (smartphones, tablets, notebooks etc.) no trabalho para realizar suas tarefas.

Muitas empresas – especialmente no exterior – apostam nessa medida pois ela ajuda a reduzir custos para a companhia e, por outro lado, traz mais familiaridade para os colaboradores, que utilizam aparelhos que já conhecem.

No entanto, esse tipo de filosofia também apresenta seus cuidados e possíveis reflexos negativos. Um deles é justamente a capacidade dos dispositivos serem usados também para assuntos pessoais; o segundo é que, legalmente, as empresas não podem contar com nenhuma forma de gerenciá-los (afinal, eles são posse dos colaboradores).

A alternativa é as corporações utilizarem dispositivos móveis corporativos, que são de propriedade da empresa e cedidos aos colaboradores. Embora isso represente maior investimento, ao mesmo tempo também oferece gestão eficiente e ágil dos aparelhos.

Saiba mais: comprar ou alugar celulares corporativos.

BYOD management ou MDM?

Portanto, se você está na dúvida entre apostar no BYOD management ou, então, utilizar aparelhos corporativos que operam com um MDM, vamos lhe ajudar a tomar uma decisão mais assertiva.

É fundamental levar em consideração a realidade da sua empresa, do seu segmento de atuação e de quais colaboradores utilizariam os dispositivos móveis (e para realizar quais tarefas).

Depois, analise se a sua companhia já conta com uma cultura data driven e, além disso, possui ou está elaborando uma política de telefonia móvel clara, eficiente e que seja fácil de ser posta em prática, bem como administrada.

Essas características já são uma boa base para a sua tomada de decisão. Adicione aqui também qual é o valor que pode ser investido na infraestrutura (compra de aparelhos, apps, licenças etc.), manutenção, gerenciamento dos dispositivos e demais gastos relacionados.

Por fim, um ponto fundamental para saber se BYOD management realmente é uma boa escolha para a sua empresa é avaliar quão necessário é realizar o gerenciamento desses aparelhos.

Se sua companhia não precisa acompanhar o uso nem instalação de apps, restringir a navegação na web ou visualizar a localização dos dispositivos, então pode permitir que os colaboradores usem seus smartphones/tablets pessoais para as atividades da empresa.

No entanto, se for necessário contar com uma administração mais criteriosa, que ajude a maximizar a produtividade e a vida útil dos aparelhos, bem como trazer mais segurança para os dados da empresa, então é necessário optar pelo uso de dispositivos móveis corporativos e também uma solução de MDM.