• Inglês
  • Espanhol

Como aumentar a produtividade e reduzir custos em MOBILIDADE CORPORATIVA com a Pulsus?

*Conteúdo inspirado no Webinar gratuito: Aumento de produtividade e redução de custos em operações logísticas

Saiba como o uso de uma solução eficiente de gerenciamento de dispositivos móveis pode potencializar a operação aumentando a produtividade e reduzindo custos

Com a aceleração da transformação digital nos últimos anos, e o avanço de produtos e serviços online, é raro encontrar empresas que hoje não atuam com devices em suas operações

Os dispositivos móveis entregam versatilidade e conveniência aos processos, garantindo agilidade e assertividade aos processos em todas as etapas do ciclo de vendas.

Entretanto, os dispositivos móveis corporativos também podem apresentar desafios em relação à produtividade e eficiência dos colaboradores, ou ainda para uma gestão eficiente de riscos à segurança da informação.

Diante desse cenário, muitas organizações se perguntam: qual a solução?

Neste post, Vinícius Boemeke, CEO e fundador da Pulsus, primeira e única solução da América Latina a conquistar o selo Android Enterprise Recommended, da Google, na categoria EMM, compartilha suas experiências e aprendizados em projetos de Mobilidade Corporativa junto a grandes empresas do Brasil e da América Latina.

Confira!

Redução de custos como prioridade para os negócios

É unânime no mundo corporativo que a tecnologia tem o potencial de fazer a diferença nos resultados de negócio, impactando diretamente na produtividade e na redução de custos.

De que maneira?

  • Facilitando o acesso a novos recursos
  • Possibilitando a redução de custos 
  • Aumentando a produtividade das equipes

Utilizando uma tecnologia de ponta, o gerenciador de dispositivos móveis da Pulsus:

  • Realiza e mantém atualizado o inventário de aparelhos
  • Proporcionar maior controle e detalhamento de uso
  • Reduz em até 90% a demanda de suporte de TI

Inventário online

De acordo com Vinícius Boemeke, especialista em mobilidade corporativa, que atua há mais de 10 anos em projetos de gestão de mobilidade em algumas das maiores empresas do Brasil, o desafio de controle de inventário é um dos principais fatores que fazem as empresas olharem para a mobilidade de uma forma mais estratégica.

O primeiro ponto que as empresas querem saber é “onde está determinado dispositivo móvel e com quem está”, principalmente em organizações que operam com mais de 100 aparelhos. Muitas vezes, o aparelho está em nome de um colaborador que até já saiu da empresa. A partir daí as empresas começam a buscar soluções que possibilitem um inventário online, não só para ter uma organização maior, mas também para ver se os dispositivos estão se comunicando e como são utilizados, permitindo o controle do software em tempo real, realizando uma gestão proativa, evitando investimento desnecessário na compra ou troca de aparelhos.

Plano de dados móveis

Outra forma de reduzir os custos de um projeto de mobilidade, de acordo com Boemeke, é controlando o plano de dados

Quando a empresa não tem controle sob seus dados móveis, precisa ter um plano de dados ilimitado ou uma franquia bastante alta, para ter certeza que a operação não vai parar por falta desse serviço. Uma solução que permite o controle do que está sendo consumido e quanto cada aplicativo gasta em dados, possibilita evitar o consumo desnecessário e também analisar qual é o melhor plano para a empresa, utilizando de forma estratégica esse investimento.

Redução na demanda de suporte de TI

E quando falamos nesse ítem, estamos nos referindo a onerar custos tanto para a equipe de TI quanto para a operação de campo

A primeira situação por permitir o acesso remoto dos profissionais de tecnologia da informação, para atualizações e reparos, e a segunda por evitar deslocamentos desnecessários. 

Dessa forma, com um gerenciador de dispositivos móveis eficiente é possível resolver a demanda de uma forma muito mais rápida e econômica, oferecendo fluidez aos processos operacionais de trabalhadores de campo, e evitando que a equipe de TI dispense muito tempo com atividades manuais e se dedique mais a tarefas estratégicas dentro do setor de tecnologia.

Aumentando a produtividade a partir da gestão eficiente de aparelhos

Desde a análise de cobertura da operadora até a gestão de chamadas, veja os principais desafios que uma solução Mobile Device Management (MDM) pode auxiliar, que impactam diretamente a produtividade das operações logísticas. 

Análise de Cobertura da operadora

Com esses dados, a empresa passa a escolher a melhor operadora para cada região em que opera e pode escolher obter informações em tempo real. Além disso, havendo um problema de conectividade, através da análise de cobertura, o gestor sabe exatamente em que ponto conseguirá restabelecer os acessos para garantir que o profissional volte no menor tempo possível para a operação. 

Dispositivos pessoas vs. dispositivos corporativos

Ao disponibilizar aparelhos aos profissionais, a empresa consegue ter uma gestão completa do dispositivo e de todo ecossistema móvel, e assim, oferecer uma experiência muito melhor ao usuário. A partir do momento que os colaboradores trazem seu próprio dispositivo móvel para o trabalho, a empresa passa a não ter mais controle sobre o equipamento e vulnerabilidades de segurança podem aparecer, fazendo com que a operação fique comprometida. Evidentemente, em alguns cenários, há ganhos para a empresa, quando o colaborador usa seu próprio dispositivo para o trabalho, inclusive por uma questão de satisfação do usuário, mas Boemeke acredita que para operações críticas, como de muitas operações logísticas, pode não compensar. 

Modo manual (padrão) vs. KME/Zero Touch 

A instalação de dispositivos móveis realizada pelo modo manual hoje é o padrão no Brasil, isto é, na maioria das empresas que trabalham com mobilidade a TI recebe os aparelhos, configura um por um, e envia aos colaboradores. Entretanto, já existem tecnologias, ainda pouco disseminadas no país, que se utilizadas poderiam trazer um ganho de produtividade para as operações, como a instalação via KME ou Zero Touch, em que a TI configura remotamente a plataforma, e os aparelhos são entregues aos colaboradores para utilização. Com essas tecnologias, a empresa garante mais segurança, agilidade e otimização de tempo e dinheiro.

Gestão de chamadas

Além de conferir os números discados e recebidos através dos dispositivos móveis corporativos gerenciados, com uma solução MDM é possível restringir o número de ligações ou bloquear as chamadas para determinados números de telefone, ou até mesmo o recebimento, de acordo com a política da empresa. Isso gera uma economia para a empresa, ao impedir chamadas desnecessárias para a operação, e evita riscos, ao bloquear o recebimento enquanto um veículo está em trânsito. Também é possível, através de análises de comportamento de uso do dispositivo, verificar, por exemplo, pontos de venda que não receberam ligação e qual o horário que o entregador obteve mais sucesso nas chamadas a clientes. Isso agrega muito valor à operação, aumentando a produtividade, uma vez que otimiza tempo e esforço do profissional.

Boas práticas para redução de riscos e adequação a LGPD

As soluções de gerenciamento auxiliam a identificar malwares e outras vulnerabilidades que colocam em risco não só os dados do negócio, como a informações pessoais sensíveis. 

Com um MDM, como o da Pulsus, é possível realizar com eficiência:

Gestão remota de aplicativos

  • Curadoria de apps pelo time de tecnologia (instalação e desinstalação de aplicativos que a empresa considera seguro e relevante para a operação).
  • Acesso negado a apps e conteúdos inadequados para fins corporativos (bloqueio e restrições a aplicativos ou documentos que são desnecessários ou podem trazer riscos aos dados de negócio, como os apps maliciosos).

Termos de uso e adequação à LGPD

  • Transparência: Alinhamento de política de responsabilidade entre empresa e usuário, através de uma política de dados específica, de responsabilidade sobre o ativo.
  • Segurança: Capacidade de agir em casos de problemas e garantia de conformidade. 
  • Prevenção: Configuração de política e gestão de dados relacionada ao dispositivo, prevenindo vazamento de informações corporativas.

Modo Motorista

Uma das funcionalidades mais usadas pelos clientes Pulsus, o Modo Motorista é, acima de tudo, uma medida da empresa com o colaborador e com a sociedade, que funciona permitindo que a empresa selecione quais aplicativos podem funcionar a partir de determinada velocidade e quais serão bloqueados acima de determinada velocidade. A consequência disso é a redução do risco de vida, principalmente, mas também de multas, processos, custos com reparo de danos materiais, entre outros.